MGS proporciona a mostra Mulheres em Círculo: um olhar para o empoderamento feminino em BH


MGS proporciona a mostra Mulheres em Círculo: um olhar para o empoderamento feminino em BH

19/09/2017 11:06


Projeto do Coletivo Naiá irá realizar mapeamento fotográfico de 25 iniciativas voltadas para o fortalecimento das mulheres. Interessadas podem inscrever-se até 30 de setembro
 
Uma tarde de prosa regada a café com bolo. É com cuidado, carinho e acolhimento que o Coletivo Naiá irá a campo para mapear 25 mulheres e coletivos de Belo Horizonte que trabalham em prol do empoderamento feminino. Neste ano, o projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte - Fundação Municipal de Cultura e do patrocínio da MGS – Minas Gerais Administração e Serviços S.A., será possível fazer o registro fotográfico de 25 novas ações e ainda, desenvolver um site com o resultado desse mapeamento.
 
A proposta de cada um dos encontros é conhecer a história e fazer um registro fotográfico sensível e poético sobre as iniciativas. Todo o material será reunido no site do projeto, que pretende dar visibilidade e criar uma rede de comunicação entre as ações. Mulheres em Círculo foi desenvolvido em 2013 pelo Coletivo Naiá como uma forma de criar oportunidades para as mulheres mostrarem o que realizam. De lá pra cá já foram registradas diversas iniciativas que promovem, de uma maneira ou de outra, a atuação coletiva, o resgate da auto-estima e a luta pela dignidade da mulher e pela equidade de gênero. São grupos de estudo, cooperativas, escritoras, grafiteiras, doulas, parteiras, rappers, bordadeiras, palhaças, cantoras, coletivos artísticos, cabeleireiras, círculos do sagrado feminino e outras diversas frentes.
 
A nova página na web pretende não só expor o resultado da pesquisa, como também fazer com que essas iniciativas se conheçam e se aproximem, fomentando uma rede em prol do empoderamento feminino na capital mineira.
 
Ao final do processo, cada grupo ou mulher participante irá receber as imagens criadas no ensaio em boa qualidade. “Além de promover uma reflexão social sobre os contextos nos quais essas mulheres estão inseridas, queremos também incrementar a divulgação desses trabalhos. Muitas delas poderão utilizar as fotos criadas para empreender ou mesmo potencializar as próprias ações”, comenta Lina Mintz, uma das idealizadoras do projeto. Para participar, as interessadas deverão enviar um e-mail contando um pouco sobre o seu trabalho até o dia 30​ ​de​ ​setembro​ para o e-mail: coletivonaia@gmail.com​ . Como critério de seleção, o Coletivo Naiá dará preferência para grupos e mulheres cuja atuação atinja um número maior de mulheres.
 
As temáticas podem ser variadas, desde que estejam relacionadas ao universo do empoderamento e valorização do feminino. A participação​ ​é gratuita. Coletivo​ ​Naiá Coletivo artístico que tem como eixo central de trabalho questões de gênero e a autonomia das mulheres. O tema surgiu em função da busca por um parto humanizado durante a gestação de duas das integrantes do Naiá e a dificuldade encontrada nesse processo. Evidenciou-se nessa busca como a mulher é subjugada em vários aspectos por meio de abusos e violências físicas e psicológicas. O Naiá, sendo constituído de três artistas visuais (Lina Mintz, Catarina Maruaia e Renata Delgado), decide utilizar a arte como principal meio de expressão e reflexão sobre estas questões. O grupo pretende legitimar valores femininos, reconhecendo a força da mulher enquanto indivíduo e enquanto ser que compartilha problemas sociais comuns com outras outras mulheres. Há 5 anos, o trio vem desenvolvendo ações de forma independente por meio de editais ou em parceria com outros grupos.
 
Serviço
 
Seleção do projeto Mulheres em Círculo
Inscrições até 30/09/2017.

Interessadas devem enviar e-mail para coletivonaia@gmail.com

MGS Assessoria de Comunicação Organizacional